Visite o portal do Prêmio

13/10/2014

Heróis da Informação

Faltam menos de 24 horas para encerrarem as inscrições do 22º Prêmio CNH Industrial de Jornalismo Econômico. Mas não são só os profissionais que estão disputando o prêmio que ficam ansiosos em saber o resultado. Nós também! Queremos conhecer os futuros vencedores que entrarão para o rol de heróis da informação.

E enquanto esperamos por esse grande dia, trouxemos aqui os depoimentos dos campeões de 2013 sobre o prêmio e também como foi a apuração das reportagens premiadas.

Para a jornalista Julianna Sofia, da Folha de S. Paulo, umas das vencedoras da categoria “Jornal”, com a reportagem “Fora dos trilhos: as revelações do cartel ferroviário no Brasil”, receber o prêmio foi sem dúvida uma grande honra, principalmente por ter concorrido com matérias de alto nível. “O Prêmio CNH Industrial já faz parte da história do jornalismo brasileiro ao reconhecer o trabalho de profissionais que buscam a informação de qualidade, o furo, a notícia que pode mudar a vida das pessoas e mostrar seu compromisso com o futuro do país”, afirmou.

A jornalista Julianna Sofia, representando também Dimmi Amora, Flávio Ferreira e Catia Seabra, da Folha de S.Paulo, recebeu o prêmio

A jornalista Julianna Sofia, representando também Dimmi Amora, Flávio Ferreira e Catia Seabra, da Folha de S.Paulo, com o prêmio

Sobre como foi produzida a reportagem vencedora, ela explica que seguiram a famosa ‘criação coletiva’, que no jornalismo é o caminho certo para se chegar a uma apuração redonda, sem lacunas e a um texto preciso e objetivo. “A informação inicial chegou ao jornal pelas mãos de um dos repórteres da equipe e, aos poucos, o grupo foi se formando para checar dados, acrescentar mais informações e ouvir as diferentes posições dos personagens envolvidos. Por ser uma matéria com viés econômico e político, com informações sigilosas envolvidas, foram necessários alguns dias para chegarmos ao material que seria a largada para uma grande cobertura, que se estendeu por vários meses com desdobramentos ainda hoje na grande imprensa”, disse.

De acordo com Julianna, pelo impacto econômico do furo noticiado pela Folha, desde o início a equipe, formada também pelos jornalistas Catia Seabra, Dimmi Amora e Flavio Ferreira, acreditou que o material seria perfeito para inscrição num prêmio de grande importância dentro do jornalismo brasileiro, como esse prêmio.

Segundo a editora de Cidades, do Jornal do Commercio, Roberta Soares, que ganhou em “Excelência Jornalística”, com a reportagem “Descaminhos”, o Prêmio CNH Industrial é fundamental para todas as áreas do jornalismo brasileiro que flertam com a economia, como é o caso do setor de mobilidade. “A matéria desvendou todas as nuances da malha rodoviária pernambucana e tratou de temas que têm tudo a ver com o desenvolvimento do País. Afinal, sem estradas não seguimos em frente, não avançamos”, ressaltou.

A jornalista Roberta Soares, do Jornal do Comércio, com o prêmio em mãos

A jornalista Roberta Soares, do Jornal do Commercio, recebendo o prêmio

A pauta foi levantada após o lançamento do grandioso plano de recuperação de estradas pernambucanas, chamado Caminhos da Integração, ainda no governo de Eduardo Campos. “Fizemos um diagnóstico da malha rodoviária de Pernambuco, mostrando o impacto das estradas na vida das pessoas. Foi um trabalho jornalístico sobre a estrada como caminho de sonhos, desejos, prosperidade, desilusões e perdas. Em 22 dias de viagem, a equipe de reportagem percorreu dez mil quilômetros pelo Estado, passando por 11 rodovias federais (BRs) e 100 rodovias estaduais (PEs). Foi um trabalho desafiador! Queríamos produzir uma história de estradas e vidas, mostrar que boas estradas não são importantes apenas para o desenvolvimento econômico e a redução do transporte de cargas, por exemplo, e que a elas somam sonhos, ilusões e desilusões da população. Acho que conseguimos! Fizemos um caderno humano sobre um tema extremamente árido”, afirma.

A jornalista elogiou também a opção online de inscrição. “O uso dessa ferramenta é fundamental nos tempos atuais. Ainda bem que o Prêmio CNH Industrial a adotou, assim como foi importantíssimo inserir a categoria “Online”, nesta 22ª edição, que é imprescindível para o jornalismo atual”, concluiu.

Para nós do Prêmio CNH Industrial de Jornalismo Econômico, é gratificante ver depoimentos tão positivos destes profissionais que fazem parte da história do Prêmio. Temos muito orgulho e comprometimento com esta premiação que valoriza àqueles que levam conhecimento aos cidadãos por meio de suas reportagens. Os verdadeiros Heróis da Informação.

O prazo para as inscrições se encerra hoje, veja mais informações no site e participe!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>