Visite o portal do Prêmio

23/01/2015

Reportagem sobre o projeto Minas-Rio, do O Tempo online, fecha com chave de ouro as Menções Honrosas do ano

Reportagem Um mineroduto que passou em minha vida, do O Tempo onlineEncerramos a série de posts sobre as vencedoras da 22ª edição do Prêmio CNH Industrial de Jornalismo Econômico, com a terceira reportagem reconhecida com o troféu Menção Honrosa “Um mineroduto que passou em minha vida”, publicada no portal do jornal O Tempo.

A matéria foi produzida a partir de uma viagem de duas semanas em que as repórteres Ana Paula Pedrosa, Queila Ariadne e Mariela Guimarães percorreram de uma ponta a outra o projeto Minas-Rio, da Anglo American. O objetivo, conquistado e comprovado pelo resultado final, foi descobrir a trama que se passa por trás do empreendimento de 525 Km, que consiste unir, por meio de um mineroduto, a extração de minério de ferro, em Minas Gerais, ao porto, no Rio de Janeiro.

Tudo começa com a mina e a barragem de rejeitos em Conceição do Mato Dentro e termina no porto do Açu, em São João da Barra, no Norte do Rio de Janeiro. O projeto corta 32 municípios, sendo 25 em Minas Gerais e sete no Rio de Janeiro. Outras quatro cidades são afetadas indiretamente, totalizando 36.

Nos inúmeros textos que formam a reportagem, como um diário de bordo, as jornalistas narraram os fatos que viram, ouviram e participaram. Conforme relataram, o mineroduto é o maior do mundo e muito importante para a economia do país, no entanto, durante as obras, um rastro de insatisfação se abriu muitos brasileiros, que foram atingidos e se sentem abandonados.

Na longa jornada, a equipe entrevistou diferentes personagens: agricultores que tiveram suas propriedades “invadidas” pelo projeto; cacife da tribo Pataxó e sua mulher, pois eles também não foram poupados; pessoas que tiveram que desocupar suas casas, que receberam baixas indenizações, que se sentem enganadas, que tiveram reais prejuízos, como os problemas com o acesso à água; líderes de movimentos dos atingidos pela obra, que buscam soluções e respostas junto aos órgãos ambientais e públicos responsáveis; advogados da Anglo American e das vítimas, bem como outros profissionais da empresa. Em muitas delas, é possível perceber a simplicidades da maioria das pessoas, muitas levam consigo a generosidade, outras um modo ríspido e assustado – reflexos das frustações que estão tendo desde agosto de 2013, quando as movimentações para a obra se iniciaram.

Com as apurações, as jornalistas identificaram que o empreendimento mudou o curso da vida de pessoas e também da natureza, pois muitos problemas ambientais foram detectados na extensão do projeto. Entenda detalhes da Minas-Rios, as mudanças que aconteceram nos municípios mineiros e cariocas, os fatos que geraram transtornos e inseguranças para tantas famílias e povoados e as repostas da empresa, dos órgãos públicos, entre outros detalhes que envolvem o mineroduto.

Leia a reportagem completa “Um mineroduto que passou em minha vida”, publicada no portal do jornal O Tempo. Você ficará ainda mais interessado no assunto, que é de grande relevância para o país.

Podemos dizer então que fechamos com chave de ouro a 22ª edição. Sensação de dever cumprido com excelência!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>